9 de mar de 2007

Somos inúteis sem as mulheres!

Com um dia de atraso, propositalmente para as mulheres reclamarem (já que elas adoram isso), estamos trazendo nossa humilde homenagem a toda a mulherada!

Primeiro quero mostrar pra vocês essa pergunta que achei no Yahoo Respostas (aproveitando que tem tempo que não posto nada sobre isso por aqui):


A mensagem recheada de poesia e filosofia, contida na pergunta do nosso amigo, com certeza seria uma ótima formar de prestigiar e homenagear este ser tão importante e misterioso que é a mulher.
Seria.
Mas como sempre, a melhor parte do Yahoo Respostas são exatamente as respostas!

Dentre as várias respostas perolásticas a pergunta, me chamou atenção uma declaração que soube expressar o que poderíamos passar se não existissem as mulheres:



Diante de uma resposta dessas, o que posso mais dizer?
Putz grila! Eu gosto muito de mulher! Obrigado por existirem! ^^

Pra finalizar, trago um clássico da Música Popular Brasileira:

Mulher (sexo - Frágil)
Erasmo Carlos
Composição: Erasmo Carlos - Narinha
Clique aqui para ouvir (desbloqueie os popups e relaxe...)

Dizem que a mulher é o sexo frágil
Mas que mentira absurda
Eu que faço parte da rotina de uma delas
Sei que a força está com elas
Veja como é forte a que eu conheço
Sua sapiência não tem preço
Satisfaz meu ego se fingindo submissa
Mas no fundo me enfeitiça

Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito
O outro já reclama sua mão
E o outro quer o amor que ela tiver
Quatro homens dependentes e carentes
Da força da mulher

Mulher, mulher
Do barro de que você foi gerada
Me veio inspiração
Pra decantar você nesta canção
Mulher, mulher
Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés.

via Letras.mus.br

Nenhum comentário: