5 de fev de 2007

Duelo de rainhas na Avenida

Assistindo ontem o Fantástico, me deparei com uma enquete sobre os "níveis de realeza" da Grazielli ex-Big Brother, hoje atriz, e da Juliana Paes. Realmente é muito importante saber a opinião do povo brasileiro sobre um assunto tão importante como este. Como não tenho como postar a enquete do Fantástico aqui, vou colocar as declarações das duelistas que estão no site do Fantástico:


O Fantástico foi atrás de Juliana Paes e Grazi Massafera para descobrir: o que faz uma mulher se transformar em uma rainha?

“Eu sou do samba. Não parece, né, branquela e tudo, mas acho que está lá na veia, tem um pouquinho sim”, afirma Grazi, rainha de bateria da Grande Rio.

“Eu não me considero uma personalidade do samba porque eu acho que, para isso, você tem que ter mais tempo de estrada. Mas eu sou uma apaixonada pelo samba porque eu não consigo fugir”, diz Juliana Paes, rainha de bateria da Viradouro.

Quais as três principais características que uma rainha precisa ter?

Grazi responde, rindo: “Meu Deus. Estou na prova. Eu acho que é uma explosão de alegria no rosto, samba no pé. Eu acho que tem que encantar”.

Juliana desfila há sete anos pela Viradouro. Este é o seu quarto ano no posto de rainha da bateria.

“Eu acho que a rainha de bateria tem que ter carisma, simpatia e muita graça. A gente tem que ser graciosa, a gente tem que fazer movimentos com os braços, movimentos harmoniosos”, acredita Juliana.

Bem, apesar de que eu achar que pra ser rainha de bateria só precisa ser gostosa e famosa... Juliana Paes mostra que são necessários atributos muito mais complexos...

Nenhum comentário: