3 de out de 2007

Usura Inútil!



A partir de agora estamos oficialmente aderindo à campanha iniciada pelo Treta em prol de uma blogosfera mais recíproca e camarada.

Há algum tempo tenho percebido que quando um blog faz muito sucesso, mas muito sucesso mesmo, ele acaba deixando de virar um blog. Vira um site.
Você acha que não tem diferença? Pois eu vou tentar explicar:
Blog não deixa de ser um site, mas tem por característica expor idéias de uma pessoa comum, um simples usuário de internet que resolveu mostrar sua voz ao público.
Todo blog começa sabendo que ninguém conhece e provavelmente todo blog começa sendo acessado apenas por amigos e parentes do recém blogueiro.
Receber comentários nos posts de alguém que não conhece é o primeiro troféu que um blogueiro pode receber, pois isso mostra que pessoas que não são suas amigas nem suas parentes também lêem seu blog.
A partir daí o blogueiro começa a sonhar mais alto... começa a fazer parcerias... comenta em vários outros blogs só pra preencher o campo "site" dos formulários para que as pessoas possam clicar... começa a acreditar que pode ganhar dinheiro com o AdSense.
Depois dessa fase, quando ele já está linkado em vários outros blogs, ele pode alcançar o que eu chamaria do "lado negro" da blogosfera: ganhar patrocínio de alguma "entidade externa".

Foi mais ou menos isso que aconteceu com o blog do salgadinho de carne moída.
Agora que o "inlinkável" Antonio Tabet vendeu sua alma para a Globo, para mim ele simplesmente atravessou a tênue linha que separa os blogs dos sites: o interesse único e exclusivo em interesses comerciais, ou em outras palavras, a usura.

O que me impressiona é que o fato de ser um blog famoso e de sucesso não é necessariamente determinante para que este não mencione outros blogs quando se utilizam de conteúdo visto nos mesmos.

O Sedentário e Hiperativo, por exemplo. Logo no começo do nosso blog, nós publicamos um post sobre uma entrevista do Rodrigo Amarante esculhambando com um repórter mané que veio perguntar se a banda não gostava da Ana Júlia. Uns dois dias depois, o Sedentário publicou o mesmíssimo vídeo, sem dar créditos a ninguém.

Com o orgulho um pouco ferido, coloquei nos comentários do post deles o link para o meu post, mostrando que tinha sido postado dois dias antes (não me lembro se foi exatamente esse o espaço de tempo...). Nos próprios comentários, o autor do post do Sedentário disse que alguém tinha enviado por e-mail mas que ia mencionar a fonte para nosso blog. Simples assim! E olha que nem tinha como saber se eles viram o vídeo no meu blog mesmo! Mas, fazendo uma política de boa vizinhança, eles preferiram linkar para o Fatos Inúteis, o que nos deixou bastante satisfeitos. Pena que não seja possível mostrar o post do Sedentário, que com as várias mudanças no layout e no servidor deles, acabou evaporando dos arquivos...

Voltando a falar sobre a guloseima árabe, será que existe uma cláusula no contrato da venda da alma do Tabet pra Globo que impeça a publicação de links para outros blogs?

Bem, pra finalizar quero mostrar uma imagem do livro O Inferno de Dante, no qual ele conversa com o Papa Adriano V, que está condenado no inferno e pagando por sua usura que também pode ser chamada de avareza, um dos 7 pecados capitais:

Rogamos para que Antonio Tabet pare de prestar adoração ao deus Mammon e passe a tratar os blogueiros como gente, ao invés de cuspir no prato no qual ainda come, ao não linkar ninguém nos seus posts.

Tenho dito.

UPDATE: Venho apresentar o vídeo oficial da campanha:

Nenhum comentário: